I - Start

Olá, pessoal. Nossa proposta aqui é fazer um resumão do documentário "Beyond The Lighted Stage" que explica como o Rush saiu de uma bandinha que tocava nos porões de igreja até se tornar como uma das  bandas mais influentes do Rock´ n Roll.

 

Transcrevemos nesse artigo os principais pontos destacados e terminaremos os textos com alguma pergunta para você. Relembramos que alguns capítulos já foram postados no Facebook, e basta você clicar no ícone para ver o comentários dos outros fãs.

 

Nesse primeiro capítulo inicia com os testemunhais de integrantes de bandas muito conhecidas do rock progressivo, hard, metal, entre outros estilos e como eles admiram o som do power-trio canadense.
 

Vamos aos relatos:

Trent Reznor - vocalista do Nine Inch Nails:  “Ao montar uma banda quando jovem, você não pensa em compor sua própria música, você aprende outras canções e se identifica com o tipo de música que toca, e todos os melhores músicos aprenderam que a linguagem era o Rush”.

 

Mike Portnoy - baterista do  Dream Theater: “Quando ouvi o Rush pela primeira vez, 
disse: ''Meu Deus!'' Não fazia ideia de que a banda era incrível. Eu fiquei obcecado. Eles eram meus deuses. 

Kirk Hammett, guitarrista do Metallica -  “Eu os ouvia e pensava: '' É uma maneira interessante de tocar. Fiquei completamente alucinado”. 

 

Tim Commerford - baixista do Rage Against the Machine:  “Comprei todas as revistas, todos 
os discos, recortei todas as fotos, eu ia dormir à noite ouvindo o Rush no fone de ouvido. Acordava e ainda estava tocando... eu fazia isso”. 

Sebastian Bach:  “Eu, Sebastian Bach era o membro número três do Rush Backstage Club em Toronto, seu *.fdp*

 

Jack Black - vocalista do Tenacious D: “O Rush é uma dessas bandas que têm um enorme reservatório de “molho poderoso” só o tem numa garrafa... usam tudo algumas vezes em uma música. Esses caras eram os tais, a garrafa deles era tão grande e tão cheia até a boca que eles literalmente a sacudiram por décadas, e ainda havia molho saindo”.

 

Gene Simmons - baixista do Kiss: “O que torna o Rush único é a falta de medo. É a qualidade de compor uma música e não se importar o que é ou não popular. Só há uma banda que é assim. Que tipo de banda é o Rush? É o Rush.

 

Billy  Corgan - vocalista do Smashing Pumpkins  - “Acredito que quando as pessoas param e observam quais eram as grandes bandas, eles são uma delas, mas de alguma forma, eles nunca foram populares para serem apontados como uma das maiores bandas de todos os tempos.
Muitas músicas deles foram “superexplicadas”. O Zeppelin foi “superexplicado”, os Beatles foram ”superexplicados”, e isso não conta a história toda. Você poderia perguntar: “Por que essa banda foi marginalizada? Por que? Não importa, em algum momento estão lá e alguém tem que explicar o porquê.
 

E então pessoal, quem mais se declarou fã do Power Trio que você se lembra? Vale os brazucas também...

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Facebook page

+55 (31)-99361-0300

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now